Software personalizado é só para grandes empresas?

software-personalizado-para-grandes-empresas

A ideia de software personalizado, com funções que atendem as necessidades de uma empresa específica, com seus processos próprios e tarefas, normalmente é associada à ideia de programa extremamente caro, voltado para empresas de grande porte.
Essa relação entre exclusividade e preço alto é uma herança que temos do modelo tradicional da prestação de serviços e desenvolvimento de produtos. Quando se trata de tecnologia, no entanto, nem sempre é assim.
Para além disso, é necessário considerar que os custos sempre são relativos ao seu benefício. Talvez um software que possa parecer caro se torne imediatamente vantajoso quando é identificado que ele é capaz de evitar a contratação de uma equipe de novos funcionários, por exemplo.
Neste artigo, vamos abordar algumas das principais questões relacionados à democratização do acesso ao software personalizado, seus diferentes tipos e suas formas de desenvolvimento. Confira!
Customização sempre é sinônimo de preço alto?
Em comparação a um software pronto (no jargão do mercado, chamado de “software de gaveta”), a tendência é que o valor de um software personalizado seja sim um pouco superior.
No entanto, é importante considerar que um software é uma ferramenta de trabalho. Pouco adianta pagar menos por uma ferramenta que não faz aquilo que você precisa, se é a outra opção que resolve as necessidades da sua empresa.
Por isso, ao optar entre um software personalizado ou pronto, é importante avaliar mais do que o preço, e levar em consideração o valor que ele entrega para você. No fim das contas, trata-se de uma avaliação de custo-benefício!
Lembre-se: em um software pronto, é você quem se adapta ao método de operação dele, exigindo treinamentos e mudanças nos processos internos. Um software personalizado permite que o sistema se adeque à sua rotina!
A personalização certa para o seu tipo de especificidade
Não custa lembrar que não existe “melhor” ou “pior” fora de contexto, no mundo do software. A sua necessidade nem sempre será a de um software 100% personalizado. Pelo contrário: muitas empresas se adaptam bem a sistemas modulares, que oferecem uma boa flexibilidade por um preço intermediário; outras tantas não encontram dificuldades em adaptarem seus processos para estarem de acordo com um sistema “pronto” e sem alterações.
Avaliar sua necessidade é parte essencial do cálculo de custo-benefício, para que você tenha o resultado esperado sem precisar investir em excesso!
Quem pode desenvolver um software personalizado para mim? Tenho que montar minha própria equipe de desenvolvimento?
Muita gente pensa em software personalizado e já começa a ficar com medo de precisar contratar uma equipe de desenvolvimento própria, treinar e fazer toda a gestão de novos funcionários… A boa notícia é que isso não é necessário!
Atualmente, existem as chamadas fábricas de software, como a Turris, que são empresas especializadas em desenvolver soluções de forma terceirizada. O cliente passa por um processo de alinhamento, para que o resultado seja exatamente o que se espera, e paga apenas pelo software recebido, sem necessidade de montar uma equipe própria!
E agora que você já conhece as opções, o que falta para você ter um sistema personalizado em sua empresa?