O que são OKRs e como utilizá-las?

o-que-sao-OKRs-e-como-utilizar

Com tanta fama sobre elas, as OKRs podem parecer uma metodologia quase mística surgida no Vale do Silício, que apenas grandes empreendedores da tecnologia são capazes de usar. Surpreendentemente, a prática está longe de ser essa. Pelo contrário: sua aplicação é simples, e utilizada em cada vez mais empresas de todos os setores.

Além disso, não existem grandes segredos para utilizar as OKRs. Além de ágil, a metodologia se baseia em conceitos de rápida aprendizado, facilitando sua adoção até mesmo nas culturas organizacionais mais enraizadas.

Com tantas vantagens, decidimos compartilhar um pouco sobre as OKRs com você! Confira este artigo e compartilhe conosco nos comentários se você já utilizou alguma metodologia ágil, e quais foram os resultados! 

Uma história de sucesso

Quando falamos em gigantes do Vale do Silício, certamente o Google habita um lugar de destaque no panteão das principais empresas. O que pouca gente sabe, no entanto, é que essa gigante, iniciada em 1999, aplica as OKRs em sua gestão operacional desde o seu início.

Em outras palavras, o método foi útil para fazer uma empresa de algumas pessoas crescer absurdamente, e ainda é útil para gerir uma empresa de dezenas de milhares de funcionários!

A vitória dos métodos ágeis sobre os tradicionais

Até alguns anos atrás, acreditava-se que as metodologias robustas, complexas e necessariamente geridas por equipes especializadas eram as mais eficientes.

Com o avanço da importância dos segmentos tecnológicos, baseados em um modelo de estrutura leve, este tipo de método foi perdendo espaço para aqueles mais ágeis, como é o caso das OKRs.

Por facilitarem o gerenciamento em camadas menores, dada a facilidade de sua aplicação, esses métodos favorecem mais modelos de negócio, em oposição aos métodos tradicionais, que exigiam equipes de monitoramento.

A fórmula das OKRs

Depois de tanto assunto, vamos ao que realmente interessa: como funciona a fórmula das OKRs?

O preceito central é absolutamente simples. OKRs são Objectives and Key Results, ou Objetivos e Resultados-Chave. O Objetivo é aquilo que se busca alcançar pela empresa, setor, equipe ou funcionário. Os Resultados-chave são os indicadores principais de demonstram se o objetivo foi alcançado ou não.

Desta forma, a ideia toda se resume a determinar: “Eu vou (Objetivo), medido por (Resultados-chave)”.

Em outras palavras, se os resultados chaves forem realmente eficientes frente ao objetivo estabelecido, alcança-los levará ao seu sucesso.

Em regra, há alguns resultados-chave por objetivo. Pode-se determinar, por exemplo, que: “Eu vou reduzir as horas de retrabalho em X%, medido por a) eliminação de preenchimento manual de campos de formulários, b) implantar totalmente um novo sistema de automatização, c) promover novos ciclos de treinamento trimestrais”.

Ao alcançar os resultados chave, devo ser capaz de atingir meu objetivo estabelecido. No caso de alcançar-se os resultados, mas não haver sucesso no objetivo, trata-se de uma má mensuração das OKRs. Isso acontece quando os resultados não estão tão relacionados ao objetivo quando se poderia imaginar. Para isso, é necessário realizar uma reavaliação de indicadores dentro de sua empresa, pois o resultado sugere falta de compreensão do cenário.

 

Se você se interessou por OKRs e quer saber mais sobre o assunto, indicamos o livro “Como o Google, Bono Vox e a Fundação Gates Sacudiram o Mundo com os OKRs”, de John Doerr. É uma leitura simples e rápida, capaz de trazer uma visão sistêmica bastante rica sobre o uso das OKRs.